{ "data": [ { "event_name": "Purchase", "event_time": 1664052185, "action_source": "email", "user_data": { "em": [ "7b17fb0bd173f625b58636fb796407c22b3d16fc78302d79f0fd30c2fc2fc068" ], "ph": [ null ] }, "custom_data": { "currency": "BRL", "value": 1.99 } } ] "test_event_code:" "TEST12038" }
top of page

Manutenção em Correntes de Içamento

Atualizado: 7 de fev. de 2023

COMO FAZER A INSPEÇÃO DE CORRENTES DE IÇAMENTO

Tão importante quanto comprar um produto de qualidade, é inspecioná-lo com freqüência. Por isso a MFSX realiza serviço de vistoria In Company com o objetivo de realizar a inspeção de correntes de içamento, conjuntos de içamento e lingas de correntes de içamento. Nossa inspeção é baseada na ABNT NBR 15516-2 Corrente de elos curtos para elevação de cargas - Lingas de correntes - Parte 2: Utilização, manutenção e inspeção.



INSPEÇÃO DE CORRENTES DE IÇAMENTO PASSO A PASSO

O primeiro passo para a realização da inspeção de correntes de içamento é determinar a periodicidade a ser realizada. Segundo a Norma, as correntes devem ser verificadas pelo menos uma vez ao ano, ou, para trabalhos mais severos, com exposição a componentes de ambiente severos, semestralmente. A inspeção pode ser ainda mais curta caso o operador perceber que o conjunto ou linga de corrente pode ter sofrido tranco, nó ou dobra.



CRITÉRIO DE SUBSTITUIÇÃO

Durante a inspeção de correntes de içamento alguns critérios são usados para definir quando uma corrente, ou acessórios do conjunto devem ser substituídos, caso o itens inspecionado apresente uma ou mais das características abaixo, deve ser imediatamente descartado e substituído:

  • Deformação

  • Dobra

  • Torção

  • Amassamento

  • Entalhamento

  • Trinca

  • Alongamento

  • Deformação plástica


IDENTIFICAÇÃO E REGISTRO DA INSPEÇÃO DE CORRENTES DE IÇAMENTO

Conforme a ABNT NBR 15516-2 determina, a inspeção de correntes de içamento e do todos os componentes do conjunto deve ser registrada, com finalidade de posterior consulta e fins de fiscalização. A inspeção pode ser registrada através de um formulário, que a MFSX disponibiliza ao cliente.

É mandatório que as correntes grau 8 e 10 fornecidas adquiridas pelo cliente conténha código de rastreabilidade gravada nos elos e também a marca do fabricante visível. Já a identificação das lingas é realizada través de uma plaqueta confeccionada em aço inox ou alumínio, fixada na corrente. Esta plaqueta obrigatoriamente deve conter as seguintes informações:

  • Número de série

  • Data da inspeção

  • Número de ramais da linga

  • Carga de trabalho

Baixe o Manual Básico de Movimentação de Cargas na nossa página de downloads.

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page